8 de junho de 2011

Análise de letras - Howling At The Moon

          Hey! 
          Estamos estreando aqui um novo quadro no RamonesON, é o Análise de letras. Já realizamos uma tentativa parecida há alguns anos, porém tratava-se apenas de traduções de maneira cognitiva, e acabou não vingando, durando apenas duas edições. Nosso colaborador sumiu do mapa.
          Essa nova proposta irá mais profundo: além da tradução cognitiva, analisaremos, interpretaremos e concluiremos a compreensão da mente e da proposta de nossos ídolos Ramones através de suas obras escritas.

Análise de letras - Howling At The Moon (Dee Dee Ramone)
 

          Diamba, fino, erva, baseado, beck, bagulho, parada, maria, marijuana. Como bem sabemos, ele era chegado num rojão. Dee Dee Ramone nunca foi muito aberto para falar sobre sua vida pessoal, ainda mais sobre seus vícios. É bem notável sua superficialidade e generalização quando se trata de vida pessoal em entrevistas, ou obras escritas. Temos sempre que contar com seus companheiros como fontes complementares, porque Dee Dee sempre deixava todas as respostas pela metade.
          Dee Dee Ramone foi preso duas vezes, uma ainda na década de 70, por uma briga de peixeira no metrô. Estava defendendo sua namorada. A outra foi em 1992. Numa batida da polícia, ele foi surpreendido com uma grande quantidade da erva, e foi preso por suspeita de tráfico, mesmo sendo apenas usuário. Um fato curioso: para pagar a fiança, Dee Dee vendeu os direitos de três músicas aos Ramones, que entraram no disco do mesmo ano. Foram Poison Heart, Strength To Endure, e Main Man.
          Esta análise de Howling At The Moon, composta por Dee Dee em 1984 e inserida no álbum de mesmo ano Too Tough To Die (erroneamente, graças à Internet, a maioria dos fãs acreditam que fora lançado em 1985), vai provar a inocência, a importância, e a influência da erva na vida de Dee Dee Ramone, apontando-o como um grande almejante da legalização.

---------------------------------------

 Howling At The Moon 
(Dee Dee Ramone, 1984)
Ships are docking, planes are landing, a never ending supply
Navios estão desembarcando, aviões pousando. Uma fonte inacabável. Contrabandistas e passageiros trazendo a erva para o país. De fato, não há como frear o contrabando. Esse tipo de ação é fracassada em qualquer lugar, sabemos bem disso.
No more narco, no more gangster
Chega de narcotráfico, chega de gangsters (traficantes). Legalizada a maconha, esses meios não existiriam.
Conservatives can cry
Os conservadores já podem chorar. Estes são opostos à idéia da legalização. No caso dos EUA, os conservadores tratam-se dos Republicanos padrão.
I took the law and threw it away, Cause there's nothing wrong, It's just for play
Discartei a lei, pois não há nada de errado nisso, é só para se divertir. Destaquei essa parte por mostrar a inocência quanto à utilização da maconha no caso de Dee Dee. Refere-se claramente a negligência da lei contra algo tão pessoal.
Theres no law, no law anymore, I want to steal from the rich & give to the poor
Não há mais lei, quero tirar dos ricos e dar aos pobres. Relacionamos em 1ª posição ao personagem Robin Hood. Acredito que ele tratava da legalização. Nesse contexto, traficantes não lucrariam mais com esse produto, ele seria algo comercial, e de baixo custo, acessível para todos.
Keep it glowing, glowing,glowing, I'm not hurting anyone
Deixe aceso, não estou fazendo mal a ninguém. O destaque aqui é importante também, mostrando a clara pessoalidade dessa ação.
Keep it glowing, smoking, glowing. I'm howling at the moon
Deixe aceso, fumaçando. Estou uivando à lua.
I took the law & threw it away... 
Theres no law, no law anymore...
Winter turns to summer, sadness turns to fun
Inverno se torna verão. Tristeza se torna diversão. Trata-se dos efeitos de satisfação provenientes da maconha.
Keep the faith, baby, you broke the rules & won
Matenha a fé, você quebrou as regras e saiu ganhando. Pela aquisição, você está quebrando regras civis, porém as sensações químicas propiciadas pela utilização aparentemente valeram a pena.
I took the law & threw it away...
Theres no law, no law anymore...
---------------------------------------
Está aí, espero que tenham gostado da idéia. Deixem-nos sugestões, comentários, correções, xingamentos, façam o cão aí, hauahauha.  Quem tiver algum insigh também sobre outras letras nos mande que jogamos aqui e trabalhamos nela. Fica aí a idéia para um novo quadro no Blog. Gabba Gabba Hug!

8 comentários:

xGofox disse...

Bacana AJ, curti bastante

Bass-Player disse...

mtu bom , antes de ler o livro não fazia ideia que a letra se falava da maconha xD so quando li no livro ,que baixei desse blog ,quando DEE DEE fala sobre suas letras feitas .... mtu bom vlww Ramones on !!!

Ann disse...

eu tinha a idéia de fazer isso de várias músicas, mas meu 'conteúdo' é escasso demais(ao menos, sei que especificamente do Dee Dee) para uma análise mais aprofundada, btw, excelente análise, TTTD é meu álbum favorito deles, então sou suspeita pra falar qualquer coisa, haha

Ann disse...

uma letra que me agradaria bastante ver explorada seria 'Highest Trails Above' (cheguei a fazer uma análise superficial dela em meu blog pessoal)

Anônimo disse...

Ficou muito bom! Se tem uma letra que eu não entendi é "Time has come today''.

A.J. disse...

Ann, podemos analisá-la, complementá-la, e postá-la também!

Anônimo, devo lembrar que Time Has Come Today é um cover, e o nosso objetivo com essa nova série do Blog, é estudar psicanaliticamente os Ramones, em si.

F. Hanneton disse...

Minha filha de 3 anos já curte Ramones! Veja o vídeo em http://www.youtube.com/watch?v=G26h7aHfKMM

Se quiserem publicar no Ramones On, sintam-se à vontade!

Abraços!

Anônimo disse...

Muito boa a idéia, adorei. achei intrigante a letra de "Garden of serenety", "my brain is handing upside down( ou bonzo goes to bitburg). Gosto muito desse blog, sempre trazendo coisas legais e interessantes do ramones. Obrigado!!