19 de abril de 2011

Para o Joey 2

O Segundo texto foi escrito pelo André Ganso de Ponta Grossa no Paraná!


Lembro como se fosse ontem. Há 10 anos atrás a internet não era tão disponível como hoje em dia e eu a acessava apenas na empresa que trabalhava na época. Participava de uma lista de e-mail quando Mauricio Barutti (até hoje um dos maiores fãs dos Ramones que conheci na vida) escreveu sobre a morte do Joey Ramone. Meu instinto foi naquele momento passar a mão no telefone e ligar pro Cézão, o cara que de certa forma e do jeitão dele me apresentou o Sex Pistols e o Ramones. Apenas contei e ele ficou meio caladão, meio sem palavras…
10 anos se passaram. O rock é outro. Rockstars forjam notícias quando se sentem ameaçados pelo ostracismo de um mundo musical onde aparecer de qualquer outra forma que não seja a música se torna muito mais importante que tudo. Neste momento me vem a cabeça aquele grandalhão caladão que de líder dos Ramones acredito que não teve nada. Joey não era líder nem da própria vida. Quem liderava sua vida era o Ramones e tudo o que ele representava a uma geração de Joeys Ramones caladões em seus quartos ouvindo punk rock e sonhando platonicamente com uma namorada enquanto era motivo de chacota na escola onde estudava (naquele tempo o termo “bullying” não estava na moda e muito menos era tratado como crime).
Joey Ramone era assim como tantos outros: um perdedor que acreditou no sonho punk antes mesmo do punk existir. O sonho de se abraçar a outros três perdedores e formar uma banda sem nenhum ter noção alguma de música ou pretensão de sucesso. O resto da história todo mundo já sabe e RAMONES até hoje é sinônimo de FAÇA VOCÊ MESMO mesmo que isto lhe custe toda uma vida. Vendo desta forma é muito mais fácil um garoto da periferia de uma cidade como a sua se identificar com um Joey Ramone do que com um Julians Casablanca da vida…. é tudo tão obvio!

Hoje é sexta-feira. Abra uma cerveja ao lado dos seus amigos esta noite e lembre de Joey Ramone e suas letras inocentes sobre cheirar cola e querer arranjar uma namorada, pois tenho certeza que ao fazer isto você não esquecerá de uma época de sua vida em que tudo que nos importava era isto. E tudo era tão bom…
fonte: www.fonedeouvido.net

Nenhum comentário: