25 de novembro de 2010

Entrevista com Barbara Zampini

Sim! Entrevista exclusiva com Barbara Zampini, ex-Remainz e viúva do Dee Dee Ramone, atual integrante da banda argentina Radio Taxi.

Aqui vai uma compilação de duas pequenas entrevistas realizadas em julho e agosto de 2010, realizadas por mim, pela Internet.
 
___________________________________________________

Quando você começou a tocar?
Aos 14 anos.

Qual foi seu primeiro instrumento?
Gostava de baixo, mas queria tocar bateria. Como não tinha dinheiro para comprar uma, comprei um baixo por 85 pesos de um amigo. Na época o peso estava 1x1 com o dólar.

Bem parecido com minha situação (porém 10 anos antes).
Eu ligava o baixo no auto-falante do toca-discos da minha mãe, e sentava o dia inteiro para tirar as músicas do Ramones. Usava um rádio que minha avó tinha me dado, que era muito popular nos anos 80, em que se podia por o tom completamente para esquerda ou direita. Assim aprendi a tocar.

As primeiras que aprendi a tocar foram 53Rd & 3Rd e I Wanna Be Sedated. Lembra as suas?
Acho que I Don't Care do Rocket To Russia.

Essas são minhas músicas favoritas, e as suas?
Não sei dizer minha favorita, gosto de muitas, todas... Mas posso te dizer a que menos gosto.

Qual é?
9 to 5...

It's Not My Place?
Há algo nessa canção que não vai com minha cara.

Como/por que você começou a ouvir Ramones?
Foi uma série de coisas. Havia acabado de entrar na "secundária" (creio que seja o que chamamos de 5ª série ou, atualmente, 6º ano), aos 12 anos, em março de 90. Não, 91.
Hum.
Gostava de um menino que andava por aí, e um dia uma amiga disse que ele parecia um dos Ramones, e nesse dia, depois da aul,a fui direto investigar os Ramones para saber quem era, e era o Dee Dee... Me apaixonei instantaneamente. Em casa, falei para minha mãe sobre os Ramones, e ela tinha uma fita cassette que um amigo havia dado, com várias músicas, onde havia Ramones no meio, e tinha Pet Semetary, que eu adorava. Nas semanas seguintes acabei comprando o Brain Drain e o It's Alive.

Você era muito nova, mas chegou a ver os Ramones ao vivo?
4 ou 5 vezes. A primeira vez foi em 18 de setembro de 1992, que incrivelmente era o aniversário de DD, justo esse dia! Mas só reparei nisso um tempo depois.

Nossa!
Ainda tenho todos os tickets dos shows dos Ramones guardados.

Como foi ver os Ramones ao vivo naquela fase tão diferente da que você começou a gostar?
Eram os Ramones... a fase não importava. Claro que todos queria Dee Dee, mas C.J também se tornou querido. Não importa a diferença entre o Ramones Ramones e Mondo Bizarro... São os Ramones, morreria feliz ali.

Você viu os Ramones várias vezes, mas não estavam com Dee Dee. Como o conheceu?
Num show do ICLC em Buenos Aires. Depois do show, eu e uns amigos fomos procurá-lo no hotel. Ele estava lá, mas estava chateado. Haviam roubado sua guitarra. Uma telecaster linda.

Já vi umas fotos dele com uma telecaster. Por acaso era uma vermelha com escudo branco?
Sim, essa mesmo!

E depois?
Algumas semanas depois... Me mudei com ele para a Holanda. Era 94, e nos casamos em 96.

E como surgiu a idéia de vocês tocarem juntos?
Mais ou menos 6 meses depois que o conheci, a banda se dissolveu, mas ainda haviam datas de shows, como eu era baixista... Era só arrumar um baterista, aí então tudo começou.

Essa é uma época muito obscura sobre sua carreira e d Dee Dee Ramone. Há pouco para ser ler sobre por aí. Qual era o repertório dos shows nessa época?
Ah, você sabe... Principalmente as músicas dos Ramones que Dee Dee escreveu, incluindo Poison Heart. Tocávamos algumas de Johnny Thunders e algumas de blues que Dee Dee gostava.
___________________________________________________

Aqui acaba a primeira parte da entrevista. Aguardem que nos próximos dias tem mais! Gabba Gabba Hey!

2 comentários:

WilliamCummings disse...

Qe foda essa entrevista... o blog tá de parabéns :D

Depp#Ramona disse...

admiro muito a barbara!
ela conseguiu o que todas as fãs sonham: o coração do seu ídolo *-*